Risco. O tema é fascinante. Quem gosta deveria ler o excelente livro do Peter Bernstein “Against the Gods, the remarkable story of risk”. Já li há um bom tempo, mas nas condições atuais está dando vontade de ler novamente.

O momento é propício para lembrar que o risco é, e sempre será um dos maiores companheiros dos empreendedores. Não tem jeito, ele aparece em todos os cantos. Apavora muitos, mas oferece grandes oportunidades para quem ousa suportá-lo. Nos tempos de crise, quem consegue conviver bem com ele avança quando quase todos estão recuando.

O tema é complexo demais para tratar num post, então esse aqui tem somente um objetivo: fazer você pensar um pouco sobre ele.

Será mesmo que o mundo vai acabar e as pessoas vão deixar de fazer o que faziam até ontem? Será que a irracionalidade de muitos não está abrindo uma janela de oportunidade?

Estamos entrando numa fase em que muitos bons negócios poderão ser iniciados, muitas empresas poderão ser compradas, muita oportunidade.

Não é hora de se recolher com a manada, não siga o senso comum!

É hora de pensar em assumir risco, não risco desmedido, não estou dizendo que é para sair comprando qualquer ação na Bovespa, não é isso. É hora de ver o que pode ser feito para resolver os novos problemas que estão aparecendo com a crise.

As circunstâncias desta crise já a credenciam para ser a maior desde a grande depressão. Pense em quantas histórias já ouvimos sobre os empreendedores que souberam administrar o risco naquela época e o que eles construiram por causa disso. Bem, aqui estamos, com uma oportunidade parecida. O que vamos fazer com ela?

Se quiser um pouco de inspiração com histórias reais de pessoas que assumiram risco veja essa matéria da Forbes e os depoimentos nos slides.

photo credit: Donna Grayson

Reblog this post [with Zemanta]
admin

By admin

Related Post