Neste último sábado participei como palestrante convidado do Intercon 2008. O Luli Radfahrer e o Tiago Baeta avisaram na época do convite que seria uma “gelada”. O Luli bolou o FF08 com um formato totalmente inovador e os palestrantes provavelmente assumiriam uma boa dose de risco. Acho que foi isso mesmo que mais me animou.

A inovação estava na dinâmica das apresentações, o palco foi divido em dois e os palestrantes, falando simultanêamente, competiam pela audiência da platéia (lotada, com mais de 800 pessoas).

Todos na platéia tinham um fone de ouvido com dois canais, no 1 ouviam o palestrante da esquerda, no 2 o da direita. Sem o fone, um estranho silêncio. Os mais malucos ficavam “zapeando” sem parar.

O intercon é conhecido pela maior concentração de “geeks” por m2, são caras altamente qualificados, muito críticos e que não perdoam os deslizes com suas tuitadas “in your face”.

Enquanto eu esperava sentado no palco, assistindo a poucos metros o show do Manoel Lemos e o Yoda com seu sabre de luz, imaginava o cenário armado para mim com uma chuva de “twitomatos” (a visualização que eu tinha em mente, os tomates sendo arremessados pelo twitter).

O Manoel roubou toda a atenção para o nosso lado do palco. Lá no outro canto, escuro com a sombra do sabre vermelho, a Oracle ia sumindo dos ouvidos da galera.

Chegou a minha vez, madoninha na orelha, fone de retorno na cabeça, me sentia um astronauta.
Aos poucos fui soltando minhas idéias sobre empreendedorismo, a oportunidade na crise, as coisas que fizeram minha trajetória como empreendedor ter sido tão recompensadora.

A platéia não parecia reagir, um certo silêncio, será que estavam atentos ou dormindo? Não dava para perceber. Para o final, com uma foto da esposa no slide, tinha guardado um ponto chave para a minha trajetória. Todo o apoio que tive na minha vida pessoal. Queria falar o quanto uma pessoa que te espera todo final de dia com um sorriso e palavras de apoio, faz a diferença para o empreendedor.

Na hora “H” a garganta fechou, quando vi a foto dela no telão, a emoção dominou a razão e o tempo parou. Mas aqueles que eu mais temia deram o impulso final, as palmas pareciam refletir em mim e ir direto para ela. Pude ver 800 pessoas aplaudindo o que ela fez por mim. Inesquecível.

Valeu intercon, um empreendedor e todo o empreendedorismo agradecem.

Para quem assistiu, só mais uma coincidência dessas da vida, a minha mulher também chama Luli!

Abaixo os slides que usei na apresentação.

Daniel Heise FF08 Intercon

View SlideShare presentation or Upload your own. (tags: intercon 2008)

crédito foto: http://www.flickr.com/photos/thiagomelo/

admin

By admin

Related Post