11/09/2008

Empreendedorismo na escola

Nem só de nepotismo e corrupção vivem nossos governantes. As vezes alguns fazem algo decente, e aí tem que elogiar também.

Recebido da Endeavor

Caros amigos Endeavor,

Segue uma matéria que saiu no O GLOBO essa semana.
A Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro vai inserir o empreendedorismo na grade curricular nas escolas públicas.
Esse é um dos resultados da Semana Global do Empreendedorismo.
Isso é só o começo!!

Escolas terão atividades de Empreendedorismo

Estado ainda avalia qual a melhor metodologia para o projeto, a ser implantado em 2009.

O empreendedorismo vai virar projeto nas escolas públicas estaduais do Rio. Longe de querer transformar o assunto numa fórmula matemática em sala de aula, a idéia da Secretaria estadual de Educação é, por meio de atividades lúdicas, ensinar alunos do ensino médio a ter uma postura empreendedora.

O que nós queremos é um cidadão que seja protagonista da sua vida profissional, não importando se ele vai ser empregado de alguém ou se vai ter o seu próprio negócio - disse o subsecretário de Gestão da Rede e de Ensino, Rafael Martinez.

O projeto deve começar a ser executado nos colégios em 2009. Segundo Martinez, antes é preciso escolher qual a metodologia a ser utilizada. Por isso, uma equipe da secretaria já começou a conversar com profissionais e a visitar instituições para conhecer práticas adotadas em outros lugares com resultados positivos.

Para estimular desde já uma conscientização sobre o tema entre alunos e professores, a secretaria vai marcar presença na Semana Global do Empreendedorismo, que acontecerá em novembro, com atividades simultâneas em 54 países. Nas escolas do estado, haverá eventos como palestras e seminários.

São muitos os ganhos de se trabalhar com noções de empreendedorismo nos colégios.Um deles é que o estado está recebendo muitos investimentos, o que gera novas oportunidades a serem aproveitadas por aquelas pessoas que tiverem mais iniciativa - disse o gerente de Educação e Cultura Empreendedora do Sebrae do Rio, Francisco Marins.

A idéia, segundo Martinez, é trabalhar os conceitos, sem transformá-los numa disciplina à parte da grade curricular. Todos os alunos gostam de festa junina, por exemplo. Eles poderiam ajudar a organizar essa festa, calculando quantas espigas de milho serão necessárias, vendo o horário e a logística - exemplificou Martinez.



photo credits:justabiggeek

blog comments powered by Disqus